Juazeiro/BA, 27 de outubro de 2020


Covid-19

Servidores do município participam em Salvador de capacitação para atuação na Casa Abrigo Regional

ASCOM em 26/nov/2018

Por Fabiana Diniz/SEDES

Os servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) que irão atuar na Casa Abrigo Regional para acolhimento de mulheres vítimas de violência doméstica participam em Salvador até a próxima sexta-feira (30) de uma capacitação realizada pelo governo do Estado.

A capacitação é voltada para as equipes técnicas da Central de Acolhimento Estadual e das Unidades Casa Abrigo Regional dos municípios de Juazeiro, Feira de Santana e Itabuna, estando direcionada aos gestores e técnicos das Unidades Regionais e da Rede de Enfrentamento da Violência contra a Mulher.

O objetivo do encontro é capacitar coordenações e equipes técnicas das unidades da Casa Abrigo Regional sobre temáticas relacionadas à Política Nacional de Assistência Social versus Política para as Mulheres na concepção das ofertas para o abrigamento/acolhimento. A capacitação teve início nesta segunda-feira (26) com quatro palestras temáticas: Concepções do Sistema Único de Assistência Social (SUAS); O Processo da Regionalização; Lei Maria da Penha, violência contra a Mulher e Feminicídio; Identidade de Gênero.

Para a diretora de Mulheres Quitéria Lima, a participação dos servidores nessa capacitação demonstra a preocupação da gestão municipal com o compromisso assumido de fortalecer a rede de enfrentamento à violência doméstica em Juazeiro. “Possibilitar que nós servidores estejamos aqui é o reconhecimento do prefeito de que é preciso fortalecer as políticas públicas voltadas para as mulheres e certamente é um momento enriquecedor para nós profissionais do SUAS. Essa troca de experiência entre as equipes das secretarias estaduais e os técnicos dos municípios é fundamental para a execução de um bom trabalho através das casas”, afirmou.

A Casa Abrigo oferece à mulher vítima de violência doméstica um serviço de abrigamento com caráter sigiloso e temporário de até 180 dias, indicado para casos gravíssimos em que a vida da mulher é ameaçada pela convivência com o agressor, tornando necessário o seu afastamento imediato, com corte de todo e qualquer contato, até a resolução das suas demandas. As vítimas recebem proteção integral que inclui moradia, alimentação, vestuário, apoio pedagógico, atenção à saúde e acompanhamento psicossocial e jurídico.

O ato de implantação da Casa Abrigo Regional para acolhimento de mulheres vítimas de violência doméstica em Juazeiro acontece na próxima sexta-feira (30), no Paço Municipal.

 

Logo-Juazeiro-BA

Copyrigth © 2020 Prefeitura Municipal de Juazeiro