Juazeiro/BA, 28 de setembro de 2020


Covid-19

Secretária discute últimos ajustes com profissionais para implantação da Casa Abrigo em Juazeiro

ASCOM em 06/nov/2018

Por Fabiana Diniz/SEDES

A Secretária de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade Cida Gama reuniu nesta terça-feira (06) no Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM), a equipe de profissionais que irá atuar na Casa Abrigo Regional que será instalada em Juazeiro. O encontro contou com a participação de representantes do Governo do Estado que esclareceram dúvidas sobre como vai funcionar o local de Acolhimento para Mulheres Vítimas de Violência.

Para a secretária Cida Gama foi mais um momento de aprendizado para todos os profissionais. “Essa é uma ocasião para apresentação do equipamento e oportunidade para tirar dúvidas sobre o funcionamento da Casa. É uma responsabilidade muito grande, já que vamos receber mulheres de toda região e precisamos estar preparados. Esperamos que a Casa Regional de Juazeiro seja referência em atendimento de qualidade”, afirmou a secretária Cida.

A Casa Abrigo oferece à mulher vítima de violência doméstica um serviço de abrigamento com caráter sigiloso e temporário de até 180 dias, indicado para casos gravíssimos em que a vida da mulher é ameaçada pela convivência com o agressor, tornando necessário o seu afastamento imediato, com corte de todo e qualquer contato, até a resolução das suas demandas. As vítimas recebem proteção integral que inclui moradia, alimentação, vestuário, apoio pedagógico, atenção à saúde e acompanhamento psicossocial e jurídico.

O contato inicial com a equipe de profissionais que irão atuar na Casa Abrigo faz parte do papel do Estado em apoiar os municípios nesse processo. Para a representante da Secretaria Estadual de Assistência Social (SAS), Cíntia Palma, o objetivo principal foi esclarecer sobre a atuação dos profissionais. “Vamos receber mulheres de vários lugares, pessoas diferentes e a compreensão de todos os envolvidos será essencial nesse processo. Esse é o momento de se conhecer e perceber que cada um tem um trabalho fundamental”, afirmou.

Para Laura Bamberg, também representante da SAS é essencial que cada profissional tenha o perfil apropriado para atuar com mulheres em situação de violência. “O que define o perfil do profissional que vai atuar na Casa está diretamente ligado a três palavras: cuidado, sigilo e compromisso. Entendendo esses princípios básicos teremos êxito. Todos que aqui estão são desbravadores e desejamos sucesso a toda equipe”, pontuou.

Após esse primeiro contato, os profissionais passarão por capacitação voltada para as Equipes Técnicas das Casas Abrigo Regionais, nos dias 26 a 30 de novembro. A previsão é que o equipamento esteja funcionando até o final de 2018.

Logo-Juazeiro-BA

Copyrigth © 2020 Prefeitura Municipal de Juazeiro