Juazeiro/BA, 18 de setembro de 2020


Covid-19

Reunião entre representantes de saúde discute fluxo e notificações de COVID 19 em Juazeiro

ASCOM em 24/abr/2020

Débora Sousa/SESAU

Profissionais e gestores da saúde no município de Juazeiro se reuniram nesta sexta-feira (24) no Centro de Saúde III, Angari para discussão, apresentação de dados e fluxos voltados à assistência a pacientes com suspeita e/ou confirmação de COVID 19. ) encontro denominado ‘sala de situação’, acontece toda sexta-feira.

Na ocasião foram apresentadas pelo Núcleo Regional de Saúde da Região Norte, informações voltadas a coletas e uso de teste rápido. A equipe de Vigilância em Saúde expôs dados voltados às notificações de pacientes por bairro. No mapeamento da doença em Juazeiro, descrito na sala de situação, foram informados que casos são considerados sem gravidade, denominados na classificação de risco como paciente de demanda verde – este é referenciado para atendimento nos postos de saúde, com isso, um quadro gripal leve deve ser direcionado as unidades básicas de saúde.

Os pacientes denominados amarelos e vermelhos que se enquadram em quem tem desconforto respiratório, desde leve até grave, terão assistência na Unidade de Atendimento Pediátrico (UPA) e Hospital Regional de Juazeiro (HRJ), ambos porta aberta com fluxograma para atendimento.

Dos 29 leitos intermediários montados no HRJ, seis estão ocupados com pacientes suspeitos de COVID 19 e/ou H1N1. Dos 10 leitos de UTI, dois estão com pacientes, sendo um paciente de Juazeiro e outro de Campo Alegre de Lurdes, ambos confirmados para a COVID 19. Como discutido no encontro passado, a referência para COVID 19 na rede Pernambuco Bahia (PEBA), em Juazeiro está sendo o HRJ.

De acordo com o sanitarista da Vigilância Epidemiológica do NRS/Região Norte, Helder Coutinho, existem critérios e estes precisam ser seguidos na utilização dos testes rápidos para COVID 19. “Antes de tudo, os testes, seja o PCR ou teste rápido, são feitos em pacientes sintomáticos, ou seja, que apresenta sinais ou sintomas relativos à doença. O teste rápido deve ser realizado a partir do 8° dia após o início dos sintomas”, explicou.

No mapeamento da doença por bairros, a Vigilância Epidemiológica informou os bairros com maior concentração de números notificados, sendo o Centro da cidade o que possui o maior número, totalizando até o levantamento desta quinta-feira (23), um quantitativo de 15 notificações, o segundo bairro com mais notificação é o Santo Antônio com 11 notificações e o terceiro o Alto da Maravilha com 09 notificações.

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Tatiane Malta, as notificações na cidade seguem as diretrizes e normas técnicas do Governo do Estado da Bahia e do Ministério da Saúde. “Vale ressaltar que a notificação acontece quando o paciente apresenta qualquer sinal ou sintoma da doença. A notificação não significa confirmação da mesma, é uma investigação para caso positivo ou negativo pós-coleta de exame ou realização do teste rápido. O município de Juazeiro recebeu do Ministério da Saúde 900 testes rápidos para COVID 19 e estão sendo usados em pacientes sintomáticos”, explicou.

Participaram do encontro, a secretária de Saúde Fabíola Ribeiro, o médico infectologista e assessor da saúde Washington Luís, a sanitarista e coordenadora de vigilância epidemiológica municipal Paula Teles e equipe, o superintendente e a diretora da Atenção Primária Gilberto Libório e Simone Freire, o coordenador médico da Emergência do Hospital Regional de Juazeiro Matheus Rocha Luz, Lucas Libório da Central de Regulação Interestadual de Leitos (CRIL) e o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Robson Vieira.

Logo-Juazeiro-BA

Copyrigth © 2020 Prefeitura Municipal de Juazeiro