ADEAP

Prefeitura realiza inspeção prévia em instalações do primeiro entreposto de carne em Juazeiro

A prefeitura de Juazeiro, por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP), realizou inspeção prévia para análise de estrutura e concessão do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), para a instalação do primeiro entreposto de carne da região. Juazeiro, que possui dois selos SIM – com entreposto de ovos em Massaroca e uma queijaria em Cacimba do Silva, agora busca pelo terceiro.

A visita ao Centro contou com as presenças da equipe técnica de atendimento do SIM, dos veterinários José Eduardo Guimarães, da Cooperativa da Agropecuária Familiar de Juazeiro e Região (Cooafjur), Thiago dos Santos Cruz, coordenador administrativo do Centro Público de Economia Solidária Sertão do São Francisco (CESOL) e Romário Alves Meira, engenheiro agrônomo e gestor da Cooafjur. A sala montada é de responsabilidade da cooperativa, e irá operar dentro de um edital. A estrutura está localizada na sede do CESOL, no bairro Centenário.

Estrutura

A sala em que irá funcionar o entreposto já está construída, necessitando apenas de algumas adaptações, a exemplo de barreira sanitária, isolamento da área externa, vestiários e salas de corte. Entretanto, de acordo com Thiago, a ideia é de que no local funcione apenas o frigorífico, pois a carne já virá abatida e devidamente certificada do abatedouro de Remanso-BA, com cortes específicos.

“Por enquanto, aqui na sede do CESOL, a gente quer apenas trabalhar com o beneficiamento dessas carnes. Os embutidos serão de caprino e ovino, certificados com o abatedouro de Remanso, mas já estamos querendo deixar tudo pronto, para num futuro não muito distante, fazermos tudo por aqui”, explica Thiago.

Segundo Rodrigo Sá, veterinário da ADEAP e coordenador do SIM, por se tratar de uma área residencial, a equipe técnica de atendimento analisou questões como acesso independente, fontes de água e energia, direcionamento do sol, não tendo sido constatadas irregularidades. Ainda, segundo ele, as adequações não são fatores impeditivos, e sim, cumprimento das etapas para colocação do SIM.

Para o titular da ADEAP, Carlos Neiva, o trabalho da secretaria é criar viabilidade para o negócio das pessoas.

“Para a gestão Suzana Ramos, caprinocultura e ovinocultura são prioridades. Ficamos felizes com a chegada de vocês, ainda mais que estão trazendo a matéria-prima e o abatedouro. Não vamos abrir mão do técnico, mas sempre pensar no que pode ser feito para ajudar, e colocar pra rodar. Estamos à disposição”, finaliza Neiva.

Texto: Milena Pacheco – Ascom/ADEAP/PMJ

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Favor desabilitar para acessar a publicidade institucional do site.