Prefeitura e Instituto de Previdência de Juazeiro se reúnem para analisar propostas referentes à contribuição previdenciária dos servidores

A prefeita Suzana Ramos se reuniu nesta quinta-feira (6) com o diretor executivo do Instituto de Previdência de Juazeiro (IPJ), Marcus Onildo, para discutir medidas que possam ser implementadas para diminuir o impacto causado pelo desconto de 14% de contribuição previdenciária no pagamento dos servidores ativos e inativos.

Também estiveram presentes no encontro a superintendente do IPJ, Tarsila Ramos, a diretora previdenciária, Rúbia Oliveira, o secretário de Governo, Tomaz Anor, o procurador do município, Thiago Cordeiro, e consultores em assessoria do cálculo atuarial e compensação previdenciária.

“Entendemos que a situação que o país atravessa por causa da pandemia é complicada e aqui em Juazeiro também não é diferente. Para os trabalhadores, servidores também não é fácil com o custo de vida ficando mais alto a cada dia. Ouvimos a demanda trazida pelo IPJ, nós estamos sensíveis à situação e vamos estudar uma solução para não ficar tão pesado para os servidores, nem cause tantos impactos para o município”, disse Suzana Ramos.

O diretor Marcus Onildo contou que o instituto contratou uma empresa especializada para analisar o cenário e propor alternativas. “Os consultores fizeram um estudo detalhado e nos apresentaram propostas que estão sendo, cuidadosamente, analisadas, pois não podemos tomar decisões precipitadas que poderão, a longo prazo, comprometer a manutenção e a própria existência da previdência”, explicou.

O IPJ também vai debater a pauta com representantes de sindicatos e associações de servidores e secretários municipais. A reunião está agendada para esta sexta-feira (07) na sede do instituto.

Sobre a contribuição previdenciária

O percentual de 14% debitado mensalmente na folha de pagamento foi estabelecido pela Reforma da Previdência, aprovada pelo Congresso Nacional, através da Emenda Constitucional nº 103/2019 de 12 de novembro de 2019.

Share this post