EDUCAÇÃO

Prefeitura de Juazeiro desenvolve projeto piloto de sustentabilidade para aplicação na Escola Municipal Paulo VI

Integrantes das Secretarias de Educação e Juventude (Seduc) e Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb) de Juazeiro se reuniram nesta sexta-feira (19), para discutir o desenvolvimento do Projeto Piloto Escola Sustentável. A iniciativa visa incluir a sustentabilidade em uma escola do município, por meio de readequações no espaço físico, a fim de criar ambientes agradáveis e fortalecer a consciência ambiental na comunidade escolar. O projeto piloto será executado na Escola Municipal Paulo VI.

Participaram da reunião, a secretária de Educação, Normeide Almeida, a assessora técnica da Seduc, Isabel Cristina, e os educadores ambientais da Semaurb, Ademir Fernandes e Talita Cavalcanti, além da gerente de meio ambiente, Cristina Ramos. Na ocasião, a equipe discutiu a importância de iniciativas sustentáveis nas unidades de ensino, bem como a necessidade de envolver a comunidade na construção e manutenção desses espaços. A equipe de Engenharia e Arquitetura da Seduc em conjunto com a equipe técnica da Semaurb irão desenvolver um projeto arquitetônico sustentável para a Escola Municipal Paulo VI, com previsão de execução a partir do segundo semestre deste ano.

“É muito importante trazer também a Educação Ambiental para o aspecto estrutural das escolas, readequar espaços por meio de iniciativas sustentáveis. A Seduc quer fortalecer a consciência ambiental entre a comunidade escolar, e em parceria com a Semaurb, iremos desenvolver diversas iniciativas importantes nesse sentido” destacou a secretária de Educação de Juazeiro, Normeide Almeida.

Além da readequação das instalações da Escola Paulo VI, o projeto piloto também inclui a criação de um sistema para reaproveitamento da água dos aparelhos de ar condicionado e água da chuva para irrigar os jardins e utilização de energia solar em substituição à energia elétrica, todas iniciativas pautadas na sustentabilidade. “O princípio da sustentabilidade perpassar todas as etapas do projeto e o objetivo é transformar a escola em um ambiente agradável, que desperte nos alunos o desejo de cuidar daquele espaço de convivência. É um projeto inovador para o município e pode transformar a escola em um local de ensino referência para outras cidades do país”, finalizou o educador ambiental da Semaurb, Ademir Fernandes.

Texto: Brena Souza e Edísia Santos – Ascom/PMJ

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Favor desabilitar para acessar a publicidade institucional do site.