SAÚDE

Mulheres que faziam cirurgias do aparelho reprodutor em Salvador serão atendidas em Juazeiro

A Prefeitura de Juazeiro fechou contrato de prestação de serviços para realização de cirurgias de períneo numa unidade hospitalar da cidade, mantendo o compromisso de oferecer o melhor atendimento perto de casa. No município, muitas mulheres que precisavam da cirurgia eram encaminhadas pelo Tratamento Fora do Domicílio (TFD) para Salvador, e várias não conseguiram o procedimento. Cleide Ribeiro é uma delas. Ela deu à luz cinco vezes e foi indicada para a cirurgia. “Espero desde o ano passado, e já vou direto para a consulta de encaminhamento da cirurgia. Achei  ótimo”, disse Cleide.

Por conta dessa dificuldade enfrentada, muitas pacientes aguardam para realizar esse tipo de procedimento. “Muitas das pacientes estão aqui aguardando há anos. Estamos felizes em atender esse público aqui mesmo em Juazeiro, porque em Salvador é mais difícil e teve paciente que vendeu até objetos de casa e pagou pela cirurgia por causa da demora”, explicou a gerente do TFD de Juazeiro, Anna Laura Campello.

O TFD mapeou pelo menos 40 mulheres que estavam na fila para a cirurgia de períneo em Salvador e está encaminhando a marcação para Juazeiro. “Tem muitos anos que eu espero. Fiz todos os exames e nunca consegui. Agora estou feliz porque consegui e aqui mesmo perto de casa”, comemorou Cristiane Figueira, de 45 anos, indicada para a perineoplastia despois do sexto filho.

Tinaxal Bertoldo teve três filhos de parto natural e também aguardava na fila a perineoplastia. “Eu tive um parto que me causou muitas lesões. Estou na fila pela cirurgia desde 2019, cheguei a ir pra consulta em Salvador. A antiga gestão não nos ajudava e estou feliz por fazer aqui em Juazeiro”, celebrou Tinaxal.

Cirurgia

A perineoplastia é utilizada em algumas mulheres após o parto para fortalecer os músculos pélvicos quando outras formas de tratamento não apresentam resultado, especialmente nos casos de incontinência urinária. Esta cirurgia tem como função reparar as lesões do tecido de forma a recuperar a sua estrutura inicial antes da gravidez, já que o procedimento reconstrói e aperta os músculos. A cirurgia está indicada para mulheres que foram submetidas a um parto natural e sentiram diminuição da sensibilidade durante o contato íntimo, incontinência urinária ou alterações nos hábitos intestinais.

Texto: Maria Lima – Ascom/Sesau/PMJ

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Favor desabilitar para acessar a publicidade institucional do site.