Juazeiro/BA, 26 de setembro de 2020


Covid-19

Festival de Teatro do Interior da Bahia marca final de semana em Juazeiro

ASCOM em 14/mar/2017

Por Ramáiana Leal/SECULTE

Realizado através do Polo Teatral com realização do Ministério da Cultura e Braskem, além de incentivo do Governo do Estado e apoio da Prefeitura de Juazeiro, a segunda edição do Festival de Teatro do Interior da Bahia marcou o final de semana na cidade. O evento aconteceu entre os dias 8 e 11 de março, no Centro de Cultura João Gilberto, trazendo uma grande mostra de artes cênicas produzidas em territórios baianos. O Festival, que já passou por Itabuna, segue agora para Feira de Santana e encerra na cidade de Camaçari.

Nos dias 8 e 9 de março, foram apresentados o espetáculo “Os Fogatas”, da Cia. Cuca de Teatro, de Feira de Santana e o também feirense “Amor”, do Grupo Conto em Cena. Nos dias 10 e 11 de março, foram apresentados “O Candelabro”, da Cia. Távola de Teatro, de Lauro de Freitas, e “O Quinze”, da Cia. 1º Ato, da própria cidade de Juazeiro. “O Quinze” exterioriza o cenário da seca de 1915 em uma montagem inspirada na obra de Rachel de Queiroz.

A peça é uma composição dos escritos da autora com releituras de clássicos da Música Popular Brasileira, inclusive foi vencedor de alguns festivais de teatro baianos. Além disso, houve também roda de conversa sobre Profissionalização e Mercado e uma mesa redonda sobre Política Cultural para as Artes e atividades formativas dentro do festival com três oficinas voltadas para a Introdução a Técnicas de Artes Cênicas, Ações de Qualificação de Plateia e Encontros entre os Grupos Participantes.

A Secretária Municipal de Cultura, Turismo e Esportes, fez questão de apoiar o evento porque acredita que iniciativas que promovam fomento da produção artística local e a visibilidade das mesmas contribuem para a cultura local. “E o público acaba sendo presenteado com a possibilidade de ver trabalhos relevantes da e na Bahia”, completa o Gerente de Cultura, Ramon Raniere.

O Curador do Festival é o Ator e Diretor teatral Fernando Marinho, que fez questão de agradecer o apoio que recebeu da SECULTE. “Quero agradecer pelo apoio que a Secretaria Municipal de Cultura nos deu, a humildade que o Secretário Sérgio teve quando nos recebeu. Ele fez um grande gol com esse evento e sua equipe foi muito atenciosa conosco. Eu esperava de Juazeiro uma resposta muito maior de público, mas também vejo que é a resposta da realidade da Casa, do momento. Há muito tempo que as pessoas por aqui perderam o hábito de participar de atividades de festivais, como tivemos aqui com rodas de conversa, mesa redonda, oficinas, então acabam não comparecendo.  Mas é preciso lembrar que Juazeiro só é Juazeiro por conta de sua cultura”, disse.

O gestor da SECULTE, Sérgio Fernandes, que estava acompanhado do Deputado Estadual Roberto Carlos,  comentou que a Secretaria apoiou o Festival no que foi possível e não mediu esforços para atender as demandas do Polo. “Principalmente pela importância que esse evento representa para Juazeiro e a Bahia. O município está engajado para fazer a cultura que a nossa cidade merece e precisa. Tenho estado muito perto dos produtores culturais e quero que eles saibam que podem contar com o apoio da SECULTE para sermos parceiros, nem que seja para doar uma tinta. Agradeço a Fernando Marinho que veio com o Polo no momento oportuno”, conclui Sérgio.

Logo-Juazeiro-BA

Copyrigth © 2020 Prefeitura Municipal de Juazeiro