Sem categoria

Covid-19: Prefeitura de Juazeiro esclarece sobre vacinação e ressalta que não tem autonomia sobre seleção do público-alvo

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde, esclarece à população sobre a liberação da vacinação contra a Covid-19, por parte do governo federal, para pessoas fora dos grupos prioritários, de forma escalonada, com idades entre 18 e 59 anos. O município aguarda o recebimento de remessa de vacinas para esta população geral e ressalta que não tem a autonomia para selecionar o escolher público-alvo.

A superintendente de Vigilância em Saúde da Sesau, Caroline Morgado, explica que a última remessa de vacina recebida foi destinada para os grupos das comorbidades e demais grupos que já estavam incluídos no planejamento, de acordo com o que orienta a Comissão Intergestores Bipartites (CIB). “Estamos em fase de finalizar essa remessa de vacina. Aguardamos que o Ministério da Saúde envie as vacinas, através do Estado da Bahia, para que possamos dar início às demais pessoas que vão se enquadrar nos grupos, conforme o escalonamento por faixa etária”, esclareceu a superintendente.

A superintendente de Vigilância em Saúde esclareceu ainda que o município organiza a distribuição e o planejamento dos locais de vacina, mas a responsabilidade de escolher o público a ser vacinado não é do município. “O município simplesmente cumpre o que é determinado pela CIB. Os municípios operacionalizam, aplicam as vacinas e descentralizam para a população. Toda a determinação de grupos prioritários, de como a imunização vai ocorrer, é dada pelo Ministério da Saúde”, disse.

Planejamento

Juazeiro já tem um planejamento para a vacinação do público em geral. “Nós já temos um planejamento e quando chegarem essas vacinas, vamos operacionalizar e divulgar em larga escala para que a população fique sabendo. A vacina já vem destinada a um público específico. Não podemos utilizar as vacinas que foram destinadas a um público para serem usadas para outro”, disse.

A Secretaria de Saúde de Juazeiro compreende os anseios da população em receber a vacina e compartilha do mesmo desejo de vacinar o maior número de cidadãos. “Nós também queremos fazer a vacinação para todos. Então também estamos na expectativa e na ansiedade de iniciar, o quanto antes. Mas a gente precisa que as vacinas cheguem, para que a gente possa dar continuidade no nosso planejamento”, disse.

Texto: Amanda Franco – Ascom/SESAU/PMJ

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Favor desabilitar para acessar a publicidade institucional do site.